CECGP

Os anais do Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão

ANAIS DO CENTENÁRIO

Os “Anais do Seminário do Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão” constituem-se, dessa maneira, em mais um documento de extraordinário valor jurídico e literário a agregar-se à fecunda história de nossa centenária Faculdade.

Por Sergio Tamer

        O Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão foi solenemente festejado e mereceu uma auspiciosa programação por parte de diversas instituições jurídicas do Estado. Algumas dessas instituições se agruparam e elaboraram um calendário básico, o que não impediu que cada qual fizesse o seu próprio programa de atividades, dando assim um realce todo especial àquela magna data.

       Relembre-se que foi dentro desse espírito associativo e interinstitucional que a Comissão Organizadora do Centenário, por iniciativa da Escola Superior de Advocacia – ESA-OAB-MA, formou-se com representantes das seguintes entidades: Conselho Federal da OAB, Academia Maranhense de Letras (AML), Academia Maranhense de Letras Jurídicas (AMLJ), Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública (CECGP), Universidade Federal do Maranhão, Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão (UNISULMA), Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), Escola de Formação de Governantes (EFG) e Centro Ignácio Rangel.

        Referidas comemorações levaram-nos a refletir sobre a origem da Faculdade que remonta ao ano de 1918 quando, por iniciativa de Domingos de Castro Perdigão, Alfredo de Assis, Almeida Nunes, Antônio Lopes e Fran Paxeco ela fora heroicamente criada. De sua origem privada, passando posteriormente pelo controle estadual até situar-se, definitivamente, na estrutura da então Fundação Universidade Federal do Maranhão a partir de 1966 -, a Faculdade de Direito do Maranhão e todo o seu acervo histórico passaram a integrar o patrimônio imaterial do universo jurídico do Estado como herdeiro que é desse grandioso legado educacional.

          Não por outra razão os “Anais do Seminário do Centenário” – organizado pelos juristas Antonio Oneildo Ferreira e Rossini Corrêa – bem refletem essa realidade. Trata-se de um portentoso volume com 728 páginas primorosamente editado pelo Conselho Federal da OAB. Seu conteúdo é enriquecido por fotografias que retratam os vários eventos realizados e que ilustram dezenas de artigos, conferências e painéis.  A obra tem a sua apresentação assinada pelo professor João Batista Ericeira sob o título “A Salamanca da Rua do Sol” seguido dos agradecimentos do presidente do Conselho Seccional da OAB/MA, Thiago Roberto Morais Diaz, em nome dos advogados do Maranhão.

          Os “Anais do Seminário do Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão” constituem-se, dessa maneira, em mais um documento de extraordinário valor jurídico e literário a agregar-se à fecunda história de nossa centenária Faculdade.

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Rolar para cima